Inovação

A ACCS da Inovação é resultado da parceria entre as Pró-Reitorias de Extensão Universitária (PROEXT) e de Pesquisa, Criação e Inovação (PROPCI). O Edital ACCS INOVAÇÃO PROEXT/PROPCI tem como foco o apoio à realização de Atividades Curriculares em Comunidade e Sociedade (ACCS), componente curricular de Extensão Universitária, modalidade disciplina, aliadas às linhas temáticas da inovação que buscam fomentar: o desenvolvimento tecnológico, a criação, inovação, propriedade intelectual, a transferência de tecnologia e empreendedorismo, dentre outras.

Confira abaixo informações sobre as atividades da ACCS Inovação:

2014.1

NOME: Memória Social e Identidades: Audiovisual como Tecnologia Social em Educação

CÓDIGO: COM B39

ORIENTADOR (A): Prof. Leonardo Abreu Reis

EMENTA: A atividade visa difundir o audiovisual na perspectiva das Tecnologias Sociais como forma de integrar a formação acadêmica interdisciplinar com as diferentes demandas das pessoas que vivem nas comunidades selecionadas; estimular a ação e a reflexão inovadora inerente às Tecnologias Sociais na experiência acadêmica dos envolvidos; capacitar os acadêmicos a realização de trabalhos em grupo; desenvolver autonomia e criticidade em trabalhos comunitários; fomentar a permanente construção da tolerância e do bem viver visando os direitos humanos; construir conjuntamente com os envolvidos novos saberes pautados na memória social e na educomunicação; e treinar o uso da memória social como ferramenta de transformação social.

PERÍODO: 2014.1

 

NOME: Tecnologias Sociais e Saúde: promoção do desenvolvimento de comunidades quilombolas

CÓDIGO: ENF B89

ORIENTADOR (A): Profa. Climene Laura de Camargo

EMENTA: A atividade visa Fomentar o fortalecimento de comunidades quilombolas através da identificação e produção de tecnologias sociais visando o desenvolvimento sustentável e a promoção da saúde dessas comunidades.

PERÍODO: 2014.1

 

NOME: Extensão Universitária ao Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação: Registro de Patentes de Invenção

CÓDIGO: FCC B91

ORIENTADOR (A): Profa. Auristela Félix Teodoro

EMENTA: Inovação e tecnologias sociais: Impacto contábil-financeiro. Difusão do conhecimento e extensão universitária: Inclusão social. Inovação acadêmica: Ideias e ideais que podem ser patenteados em face das atividades realizadas de extensão universitária Registro de patentes e interdisciplinaridade. INPI: Requisitos de registros de patentes. Organização Social e Empreendedorismo Aplicado aos trabalhadores (as) de resíduos sólidos.

PERÍODO: 2014.1

 

NOME: Empreendedorismo em Biotecnologia

CÓDIGO: ICS C60

ORIENTADOR (A): Profa. Maria Clara Barretto de Freitas Melro Braghiroli

EMENTA: Impacto da Biotecnologia no cenário nacional e internacional. Visão técnica da biodiversidade, conhecimento tradicional associado e desenvolvimento tecnológico. Identificação e aproveitamento de oportunidades na criação de negócios. Oficinas e proposições de projetos.

PERÍODO: 2014.1

 

NOME: Utilização de biotecnologias reprodutivas no melhoramento genético animal da bovinocultura leiteira da região do Recôncavo da Bahia

CÓDIGO: MEV C25

ORIENTADOR (A): Prof. Antônio de Lisboa Ribeiro Filho

EMENTA: Utilização de biotecnologias reprodutivas no melhoramento genético animal da bovinocultura leiteira da região do Recôncavo da Bahia. Promover a sustentabilidade da produção leiteira para pequenos produtores, garantindo assim, a segurança alimentar e econômica, por meio da introdução de animais geneticamente superiores nesses rebanhos

PERÍODO: 2014.1

 

NOME: Melhoramento genético e banco de germoplasma de caprinos e ovinos nativos do nordeste brasileiro

CÓDIGO: MEV C26

ORIENTADOR (A): Prof. Rodrigo Freitas Bittencourt

EMENTA: Melhoramento genético e banco de germoplasma de caprinos e ovinos nativos do nordeste brasileiro. Promover a sustentabilidade da criação de pequenos ruminantes em comunidades de pequenos produtores através da associação do melhoramento genético do rebanho e conservação de recursos genéticos de raças nativas em parceria com núcleos de preservação in situ e ex situ além de fazendas de rebanho de raças especializadas, destacando a importância do desenvolvimento acadêmico na formação de uma consciência ambiental e social dos alunos e envolvidos.

PERÍODO: 2014.1

 

NOME: Cabrito Ecológico na Caatinga: Alternativa Sustentável para a Agricultura de Base Familiar

CÓDIGO: MEV C27

ORIENTADOR (A): Prof. Adelmo Ferreira de Santana

EMENTA: Cabrito Ecológico na Caatinga: alternativa sustentável para a agricultura de base familiar. Diagnosticar, entender e abordar soluções em conjunto com pequenos produtores dos problemas enfrentados no semi-árido baiano melhorando a qualidade de vida dessa população através da capacitação para produção de pequenos ruminantes e submetidos a um regime semi-intensivo com baixos níveis de insumos externos e associados à vegetação da caatinga, melhoramento genético do rebanho com uso de inseminação artificial, tendo-se por base um manejo ecológico de segurança alimentar com mínimo de resíduos químicos e uso sustentável dos recursos naturais inclusive na prevenção e tratamento de doenças com uso de homeopatia e fitoterapia, e alimentação humana com produtos obtidos desse consórcio.

PERÍODO: 2014.1

 

2014.2

 

NOME: Memória Social e Identidades: Audiovisual como Tecnologia Social em Educação

CÓDIGO: COM B39

ORIENTADOR (A): Prof. Leonardo Abreu Reis

EMENTA: A atividade visa difundir o audiovisual na perspectiva das Tecnologias Sociais como forma de integrar a formação acadêmica interdisciplinar com as diferentes demandas das pessoas que vivem nas comunidades selecionadas; estimular a ação e a reflexão inovadora inerente às Tecnologias Sociais na experiência acadêmica dos envolvidos; capacitar os acadêmicos a realização de trabalhos em grupo; desenvolver autonomia e criticidade em trabalhos comunitários; fomentar a permanente construção da tolerância e do bem viver visando os direitos humanos; construir conjuntamente com os envolvidos novos saberes pautados na memória social e na educomunicação; e treinar o uso da memória social como ferramenta de transformação social.

PERÍODO: 2014.2

 

NOME: Estratégia de melhoria da qualidade de peixes secos salgados, produzidos e comercializados no Recôncavo Baiano: Avaliação da eficácia da utilização de instrumento artesanal de secagem “xangorô” e da adição de aditivos

CÓDIGO: FAR 461

ORIENTADOR (A): Profa. Maria Spínola Miranda

EMENTA: A atividade visa a integração da comunidade estudantil de diferentes áreas na busca do conhecimento e compartilhamento de soluções para os problemas relacionados à melhoria da qualidade de produtos regionais. Visa integrar atividades com a comunidade de pequenos produtores, com ênfase Estratégias de Melhoria Da Qualidade de Peixes Secos Salgados Comercializados no Recôncavo baiano: Avaliação da Eficácia da Utilização de Instrumento artesanal de Secagem “Xangoró” e da adição de Aditivos.”

PERÍODO: 2014.2

 

NOME: Extensão Universitária ao Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação: Registro de Patentes de Invenção

CÓDIGO: FCC B91

ORIENTADOR (A): Profa. Auristela Félix Teodoro

EMENTA: Inovação e tecnologias sociais: Impacto contábil-financeiro. Difusão do conhecimento e extensão universitária: Inclusão social. Inovação acadêmica: Idéias e ideais que podem ser patenteados em face das atividades realizadas de extensão universitária Registro de patentes e interdisciplinaridade. INPI: Requisitos de registros de patentes. Organização Social e Empreendedorismo Aplicado aos trabalhadores (as) de resíduos sólidos.

PERÍODO: 2014.2

 

NOME: Utilização de biotecnologias reprodutivas no melhoramento genético animal da bovinocultura leiteira da região do Recôncavo da Bahia

CÓDIGO: MEV C25

ORIENTADOR (A): Prof. Antônio de Lisboa Ribeiro Filho

EMENTA: Utilização de biotecnologias reprodutivas no melhoramento genético animal da bovinocultura leiteira da região do Recôncavo da Bahia. Promover a sustentabilidade da produção leiteira para pequenos produtores, garantindo assim, a segurança alimentar e econômica, por meio da introdução de animais geneticamente superiores nesses rebanhos

PERÍODO: 2014.2

 

NOME: Melhoramento genético e banco de germoplasma de caprinos e ovinos nativos do nordeste brasileiro

CÓDIGO: MEV C26

ORIENTADOR (A): Prof. Rodrigo Freitas Bittencourt

EMENTA: Melhoramento genético e banco de germoplasma de caprinos e ovinos nativos do nordeste brasileiro. Promover a sustentabilidade da criação de pequenos ruminantes em comunidades de pequenos produtores através da associação do melhoramento genético do rebanho e conservação de recursos genéticos de raças nativas em parceria com núcleos de preservação in situ e ex situ além de fazendas de rebanho de raças especializadas, destacando a importância do desenvolvimento acadêmico na formação de uma consciência ambiental e social dos alunos e envolvidos.

PERÍODO: 2014.2

 

NOME: Cabrito Ecológico na Caatinga: Alternativa Sustentável para a Agricultura de Base Familiar

CÓDIGO: MEV C27

ORIENTADOR (A): Prof. Adelmo Ferreira de Santana

EMENTA: Cabrito Ecológico na Caatinga: alternativa sustentável para a agricultura de base familiar. Diagnosticar, entender e abordar soluções em conjunto com pequenos produtores dos problemas enfrentados no semi-árido baiano melhorando a qualidade de vida dessa população através da capacitação para produção de pequenos ruminantes e submetidos a um regime semi-intensivo com baixos níveis de insumos externos e associados à vegetação da caatinga, melhoramento genético do rebanho com uso de inseminação artificial, tendo-se por base um manejo ecológico de segurança alimentar com mínimo de resíduos químicos e uso sustentável dos recursos naturais inclusive na prevenção e tratamento de doenças com uso de homeopatia e fitoterapia, e alimentação humana com produtos obtidos desse consórcio.

PERÍODO: 2014.2

 

NOME: Anatomia nas mãos e no olhar

CÓDIGO: MEV C29

ORIENTADOR (A): Profa. Maria das Graças Farias Pinto

EMENTA: O projeto ‘Anatomia nas mãos e no olhar’, consiste em levar a um público com dificuldades auditivas, uma exposição papável que lhes permita aprender não ouvindo, mas vendo e tocando. É uma atividade de extensão universitária, pois trata-se de levar o conhecimento acadêmico para fora da universidade, beneficiando a tanto a comunidade como a equipe executora, pois torna-se um aprendizado mútuo com as diversas situações enfrentadas a cada dia. É uma atividade de ensino, pois leva o conhecimento de forma didática e inovadora, além de ser de grande valia o aprendizado da própria equipe, ao lidar com situações não costumeiras, e com um público portador de necessidades especiais. É também uma atividade de pesquisa, pois visa, através de estudos, acompanhamento e da apuração de dados, mostrar à sociedade a importância da inclusão social e da maior atenção às pessoas com algum tipo de deficiência, e com isso modificar a realidade das escolas de educação especial; trazendo-as para dentro da realidade vivida por escolas de educação tradicional, com o mesmo acesso às atividades novas, atrativas, e eficientes.

PERÍODO: 2014.2

 


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s